9.10.10

um vazio.


Ultimamente tenho andado a pensar o porquê desta distância toda, confesso que sinto saudade das nossas longas conversas até às tantas e até de estarmos apenas perto um do outro... A verdade é que inexplicávelmente surgiu um aperto enorme no peito quando soube que a tua vida tinha tomado um rumo do qual eu já não fazia parte.
Não me perguntes o porquê disto só ter acontecido agora porque na realidade nunca nada parecido me tinha tocado tanto em relação a ti, eras um amigo, um grande amigo até...
Sinceramente isto fez com que eu ficasse totalmente baralhada no que diz respeito aos meus sentimentos porque sempre tive a certeza de quem eu amava, sempre te disse que mais cedo ou mais tarde te poderia vir a fazer sofrer pelo que me unia não a ti, mas a outra pessoa, e por isso não quis avançar mais.
De certa forma, penso que o facto de estarmos assim é culpa minha... não nos olhamos directamente e evitamos a presença de cada um nas nossas vidas, talvez porque eu não te dei o devido valor, aquele que merecias mais do que ninguém, na altura certa.
Sim, eu sei que muitas vezes sou difícil de compreender mas o facto é que maioria dessas nem consigo entender-me a mim própria quanto mais fazer-me perceber e acredita que é o que mais quero neste momento...
Nunca desejei que as coisas chegassem a este ponto, somos meros desconhecidos actualmente, depois de durante este tempo todo termos construído ligações que me tornavam dependente de ti e da tua forma carinhosa de me tratar, do teu jeito de ver as coisas, do olhar que depositavas sobre mim, da maneira (quase) convincente de dizeres que me amavas...
Príncipe, eu sempre estive aqui, não me arrependi de nada e voltaria a repetir tudo o que passamos... Só porque completaste o que faltava e reconstruíste cada pedacinho do meu coração que há muito tinha sido vandalizado. Fazes-me falta pela tua maneira especial de me falares e me tocares, fazes falta pelo que és, porque ocupaste o espaço vazio e encheste-o de felicidade. ♥

7 comentários:

Isabel disse...

Que lindo +.+
E pela primeira vez, muito sinceramente, não percebo de quem falas (;

Isabel disse...

tenho uma ideia de quem seja, mas não sei :P
Já, e tu és fantástica também (:

Isabel disse...

obrigada por confiares em mim :P

ana disse...

obrigada eu *.*
este está lindo mesmo! :D

ana disse...

ora essa :D parabéns!

Isabel disse...

pois claro trouxa:P

Luís disse...

Agora já não há esse "vazio" :D

é assim pois!

A minha foto
"lembra-te de amar tudo o que tens, porque ninguém tem tudo o que ama (...)"

os meus textos

Segue-me ;)