9.4.11

a última vez.



Este vai ser o último post que falo de ti (pelo menos tão directamente). Hoje percebi o quão tu vales, a minha conclusão foi ZERO! Tu não vales nada!
Não mereces as lágrimas que limpei vezes sem conta às almofadas, o desespero da saudade que me apertava o peito às costas, o nó na barriga que sentia quando me ignoravas, a ansiedade por te ver nem que fosse apenas uns segundos, o que escondi a amigos meus para poder estar contigo sem que eles se chateassem, todas as defesas direccionadas a ti quando tudo apontava contra, as desculpas que arranjei por ti para me dar a mim, as noites passadas em claro, os textos que falavam de ti, aquilo que nunca quis ouvir (...)
Sabes o que é a maior desilusão de sempre? Certamente não porque tens o ego demasiado elevado para te importares com os outros mas eu digo-te que hoje, tu foste a MAIOR desilusão que alguma vez tive na vida.
Cheguei ao ponto de ser alvejada por frases de amigos teus, sim, amigos TEUS, a dizerem para parar isto tudo contigo porque tu serias má pessoa e o que dizes a meu respeito a eles ultrapassou todos os limites. Esqueceste-te que muito antes de teres estes amigos, eles já eram meus!
Fartei-me das tuas mentiras, das tuas desculpas, das voltas que davas para ficar tudo bem... Ainda me custa mais trocares-me por droga. Não se trata assim ninguém e tu, fizeste de mim o teu objecto pessoal, usas quando queres, quando te apetece e de repente fartas e arrumas para o lado até te lembrares novamente dele.
Afinal eu é que sou a coitadinha não é? Não sou eu que ando cheia de fome? Não sou aquela com quem gozas vezes sem conta? Não é a outra a tua ex? Não sou eu que vou logo mal estalas os dedos? Não foi comigo que acabaste há quase 2 anos? E que não tiveste nenhum outro tipo de relação? Não sou aquela que estás desejoso por meter os "cornos"? Isto tudo vem da tua boca. Confesso que sempre te achei uma boa pessoa, porque na realidade tentavas mostrar aquilo que não eras só para ser aceite no grupo, para a tua integração, eu sabia que por detrás desse monstro existia quem eu conheci pela primeira vez. E foi nisso que estive apoiada durante este tempo todo.
Iludi-me, mas foi a última vez! Quero que me deixes em paz, que não voltes a dizer que tens saudades porque eu juro aqui que nem resposta recebes. Sinto raiva, desespero e tristeza, é o estado que chego sempre que me fazes maldades.
Acabou, estou mal sim, mas não há-de ser por muito tempo. Não olhes sequer mais para mim :'c

2 comentários:

Isabel disse...

Oh meu amor, como eu odeio ver-te assim. Até eu tentei acreditar que ele era boa pessoa para ti, afinal não é. Tu sabes, estarei lá para ti, sempre.<3

alexandrapinto disse...

"e é estranho como às vezes nos sentimos mais desiludidas connosco do que com a pessoa em questão depois de tantos avisos. " não imaginas o quanto esta frase que disseste, me faz tanto sentido. espero que tal como espero que aconteça comigo, tudo se resolva da melhor maneira!

é assim pois!

A minha foto
"lembra-te de amar tudo o que tens, porque ninguém tem tudo o que ama (...)"

os meus textos

Segue-me ;)