3.2.12

calei e sorri.



Deixei muito para trás, principalmente coisas a dizer. 
Optei por me calar face às desgraças que fui assistindo, todas elas que apontavam na minha direção. Calei e sorri. Calei e sorri. O que adiantou? 
Na verdade, brigas e desentendimentos a menos e foi ótimo! 
Mas agora tenho o meu coração num aperto colossal que mal resisto... ultimamente entro em conflito comigo durante a noite e choro, choro sem saber qual a razão, o porquê daquelas lágrimas me escorrerem sem cessar e molharem a minha almofada que mudo de lado vezes sem conta. Estou a sentir-me tão mal por dentro que tenho vontade de gritar, mas relembro que optei por calar e sorrir, calar e sorrir, calar e sorrir.
Eu não sei o que se passa, sempre tive tudo controlado... aiiiii rebentou!

3 comentários:

Isabel disse...

È o maior erro que podes cometer, deixar coisas por dizer. Vais guardando tudo isso e depois, aprendes e acabas por te sentir obrigada a ficar calada e depois explodes, choras, choras e choras até quereres chorar mais e não ter mais lágrimas. E o pior não é deixar cair as lágrimas, não é dar esse lado a nós mesmos o pior é o vazio que deixa, a monotonia que tudo fica. Eu não sei, será que todos nós passamos assim um momento? Eu já passei e acho que ainda o vivo, e fico constantemente a dizer a mim mesma que tenho de mudar este estado de neutralidade e ele nunca me deixa...
E tu és uma pessoa com uma energia incrível e cativante que eu admiro mesmo muito e que mesmo tu mostres ser essa miúda maluca e engraçada eu sei que tu ás vezes sentes também uma certa pressão para ser melhor, e que tudo fica mais díficil. E depois há sentimentos que se vão e que nos deixam sem nada a que nos agarrar, desamparados, e queremos tanto sentir alguma coisa, queremos tanto dar um passo em frente e não conseguimmos e fica tudo tão descontrolado... Chegamos áquela fase da vida em que pensamos que a questão " quem sou eu?" já se passou e deparamo-nos com ela outra vez, esquina após esquina, viragem após viragem e há sempre algo novo, algo novo no mundo e em nós e custa aceitar a surpresa mas habituamo-nos. Temos só de arranjar maneira de seguir o ritmo dessa batida da vida. E chorar, nunca fez mal a ninguém, com o tempo percebes que que tá asas para voar, que te dá o caminho para a liberdade que sempre quiseste ter e tudo se vai compondo mas não tenhas pressa porque não consegues subir uma escadaria toda de uma vez. :)
P.s- Desculpa fazer-te ler isto tudo, só achei que precisavas de meia duzia de palavras :D Love you

Isaura Adriana disse...

não gosto :( não gosto que rebentes, porque eu sei que aguentas. Ainda que te custe muito, e que a dor dentro do teu peito seja muito dolorosa tu consegues calar, fingir que nada se passa, e continuar a sorrir. e fazes bem, muito bem. porque o teu sorriso é sempre sincero, arranjas sempre maneira de sorrir, continua assim. Não te deixes abalar, nao mesmo. só depende de ti. amo-te mana, e estou sempre contigo, eu juro <3

Mariaj' disse...

(revoltada, eu -.-)
rebentar? rebentar é bom! com uma metáfora engraçada, nós somos como as chouriças, enchemos enchemos mas temos um limite..
não vou dizer nada sobre calar e sorrir porque eu sei que tu sabes o que fazes. sabes o que queres. ainda que por vezes existam tantas duvidas.. o coração não dói, por isso quando o sentires a apertar muito vens ter comigo ou ligas.me porque o teu coração precisa de um coração para estar bem e o meu coração está muito bem quando fala com o teu. dou.te um abraço do tamanho do mundo porque és a melhor do mundo e eu adoro.te (e eu não tenho jeitinho nenhum, mas penso que percebeste :b)

é assim pois!

A minha foto
"lembra-te de amar tudo o que tens, porque ninguém tem tudo o que ama (...)"

os meus textos

Segue-me ;)